• Casa Colonial

A História de Moema, São Paulo

Atualizado: 15 de Dez de 2018

A História de Moema


Bairro de Moema, Sâo Paulo

Em meados do século XIX a área hoje ocupada pelos bairros de Moema e Indianópolis pertencia a Joaquim Pedro Celestino. Entre 1883 e 1886 teve início a construção dos trilhos do bonde a vapor que unia os municípios de São Paulo e Santo Amaro (Leia, no site do bairro de Santo Amaro, a história da Estrada de Ferro). Restos dos trilhos ainda podem ser vistos em certos cruzamentos da avenida Ibirapuera (foto à direita). Uma das paradas do bonde, no bairro de Indianópolis, chamava-se "Moema", corruptela do nome indígena Mo-em, que significa "Aurora". 

Em 1913 o comerciante Fernando Arens Júnior, que presidia a Companhia Territorial Paulista (CTP), vendeu terrenos no litoral paulista para comprar o Sítio da Traição, porção de terra com 182 alqueires, localizada a oeste da Vila Mariana.  A área ficava entre os Córregos Uberaba e Traição.  O primeiro percorre o trecho correspondente hoje às Avenidas Jabaquara, Indianópolis, República do Líbano, Jauaperi e Hélio Pelegrino.  O outro leito está sob a Avenida dos Bandeirantes.

Em 1915, dois anos após a compra do sítio, a Companhia Territorial Paulista começou a demarcação do terreno, e a área foi batizada com o nome de uma cidade muito populosa do Estados Unidos da América: Indianópolis. A CTP abriu uma grande Avenida no Centro da área, que hoje é Avenida Ibirapuera. Originalmente a avenida foi batizada como Araci, homenageando a filha de Arens Júnior, que gostava de nomes indígenas".

Em 1923, o então procurador geral do Fisco de São Paulo, Raul Loureiro, construiu uma enorme casa com esculturas de leões alados na entrada. 

Até 1930 o bairro possuía apenas a pequena capela dedicada a Santa Rita, que media 50 metros quadrados e abria  suas portas somente aos domingos. Insatisfeito com a situação, Loureiro, cuja mulher, Dona Antonieta, era devota da de Nossa Senhora Aparecida, lutou pela construção da Igreja e da praça ao seu redor. No dia  26 de fevereiro de 1930 Dom Duarte Leopoldo e Silva, então arcebispo metropolitano de São Paulo, por provisão, nomeou a Comissão construtora do novo Santuário, cujo presidente era vigário da paróquia de Nossa Senhora da Saúde. Em 1934, após quatro anos de trabalhos, eram lavradas as escrituras do terreno, doado por Fernando Arens Júnior e pelo Cel. Joaquim Ribeiro dos  Santos, que embora protestante, era de caráter íntegro e bondoso. A pedra fundamental foi lançada em 26 de março de 1933. Esta data desde então é tomada como um marco cívico e religioso para festejar a construção da igreja e paralelamente o início do desenvolvimento do bairro. O novo templo estava sob os cuidados espirituais da Congregação Salvatoriana, na pessoa do Revmo. padre Roberto José Waltz.  A inauguração definitiva foi feita no dia 15 de agosto de 1941, dia de Nossa Senhora da Glória.  Em 28 de outubro de 1933, festa de Cristo Rei, era assinado o decreto que constituía canonicamente a paróquia dando-lhe por padroeira Nossa Senhora Aparecida, sendo esta a 1ª paróquia da Rainha do Brasil em São Paulo.  Seis dias após, em 4 de novembro de 1833, era provisionado o primeiro Vigário da paróquia, o referido Revmo. padre Roberto José Waltz. 

Em 1934 o bairro contava com 7.492 habitantes, em 1940 com 10.790 habitantes, em 1950 com 28.710 habitantes, e em 1963 com 64.872 habitantes. O grande período de crescimento de Moema começou no fim dos anos 70, com a construção do Shopping Ibirapuera.  O comércio serviu de atrativo para  novos moradores.

Até 1987, embora seus moradores chamassem o bairro de Moema, o bairro era ainda oficialmente conhecido por Indianópolis. O decreto 24.764, assinado em 15 de Outubro desse ano pelo então Prefeito Jânio da Silva Quadros, delimitou o bairro, concedendo-lhe oficialmente o nome pelo qual é conhecido.

O decreto do Prefeito Jãnio Quadros foi regulamentado posteriormente pela Lei 10.932, assinada em 15 de Janeiro de 1991 pela Prefeita Luiza Erundina de Sousa.


Buffet Colonial, Moema, São Paulo


FALE CONOSCO

De Segunda a Sábado das 10 as 20 horas. 

Telefone: 11-2879-2255

WhatsApp: 11-99795-1423

Mídias sociais: @colonial

Al Maracatins 62 Moema São Paulo

Buffet Colonial

Desde 1968, sempre presente

57 visualizações

Buffet para Casamentos, Buffet para Debutantes, Serviço de Coffee Break, Espaço de eventos para palestras, São Paulo, Moema

(11) 2879-2255

Al Maracatins 62 Moema São Paulo

buffet, colonial, espaço, festas, eventos, clássico, contemporâneo, deslumbrante, versátil, sociais, corporativos, lindas, celebrações, casamentos, baile de debutantes, 15 anos, 1968, Moema, zona sul, são paulo, buffet, colonial, espaço, festas, eventos, clássico, contemporâneo, deslumbrante, versátil, sociais, corporativos, lindas, celebrações, casamentos, baile de debutantes, 15 anos, 1968, Moema, zona sul, são paulo, buffet, colonial, espaço, festas, eventos, clássico, contemporâneo, deslumbrante, versátil, sociais, corporativos, lindas, celebrações, casamentos, baile de debutantes, 15 anos, 1968, Moema, zona sul, são paulobuffet, colonial, espaço, festas, eventos, clássico, contemporâneo, deslumbrante, versátil, sociais, corporativos, lindas, celebrações, casamentos, baile de debutantes, 15 anos, 1968, Moema, zona sul, são paulo, buffet, colonial, espaço, festas, eventos, clássico, contemporâneo, deslumbrante, versátil, sociais, corporativos, lindas, celebrações, casamentos, baile de debutantes, 15 anos, 1968, Moema, zona sul, são paulo, buffet, colonial, espaço, festas, eventos, clássico, contemporâneo, deslumbrante, versátil, sociais, s, celeumbrante, versátil, sociais, corporativos, lindas, celebrações, casamentos, baile de debutantes, 15 anos, 1968, Moema, zona sul, são paulo